Saúde para Você

Inicie seu movimento para uma vida equilibrada

Planejamento familiar - Métodos de barreira

Saiba mais

16 Oct

Planejamento familiar - Métodos de barreira

PRESERVATIVO MASCULINO OU CAMISINHA

A camisinha ou preservativo é um envoltório de látex que deve ser colocada sobre o pênis ereto antes da penetração. Ele retém o esperma por ocasião da ejaculação, impedindo o contato do sêmen com a vagina. Impede também que os micro-organismos da vagina entrem em contato com o pênis e vice-versa. Além de evitar a gravidez, reduz o risco de transmissão do HIV, vírus causador da Aids, e de outros agentes sexualmente transmissíveis. Em caso de alergia, deve-se interromper o uso e procurar orientação médica.

**A seguir, estão alguns cuidados que devem ser adotados tanto com o preservativo masculino quanto com o feminino para prevenção de rupturas e outros agravos:

  • Guarde os preservativos em local seco e fresco.
  • Não carregue os preservativos permanentemente na carteira ou no bolso da calça.
  • Os preservativos já vêm lubrificados e devem ser utilizados uma única vez.
  • Não use lubrificantes oleosos, como vaselina ou manteiga. Use somente os à base de água.
  • Nunca use duas camisinhas ao mesmo tempo (sejam duas masculinas, duas femininas ou uma de cada tipo).  Isso eleva o risco de rompimento.
  • Não deixe ar e/ou ausência de espaço para recolher o esperma na extremidade do preservativo.
  • Use preservativos de tamanho adequado em relação ao pênis;
  • Segurar a base do preservativo antes de retirá-lo da vagina;
  • Verifique o prazo de validade e a presença do carimbo do Inmetro, que indica que o preservativo cumpre as normas definidas pelo órgão.
  • Antes de usar, verifique se a embalagem não está furada.
  • Em caso de alergia, interrompa o uso e procurar orientação médica.

O uso regular do preservativo pode levar ao aperfeiçoamento na técnica de utilização, reduzindo a freqüência de ruptura e escape e, conseqüentemente, aumentando sua eficácia.

COLOCANDO A CAMISINHA

 

colocando a camisinha

  • Abra a embalagem com cuidado — nunca com os dentes - para não furar a camisinha. 
  • Sempre coloque a camisinha antes do início da relação sexual. 
  • Coloque a camisinha quando o pênis estiver duro.
  • Encaixe a camisinha na ponta do pênis, sem deixar o ar entrar.
  • Vá desenrolando até que ele fique todo coberto.
  • colocando a camisinha
  • Deixe a camisinha ficar apertada na ponta do pênis — mantenha um espaço vazio na ponta da camisinha que servirá de depósito para o esperma.
  • Aperte o bico da camisinha até sair todo o ar, mas cuidado para não apertar com muita força e estragar a camisinha.
  • Se ela não ficar bem encaixada na ponta, ou se ficar ar dentro, a camisinha pode rasgar.

TIRANDO A CAMISINHA


tirando a camisinha

  • Após a ejaculação, retire a camisinha com o pênis duro. Fechando com a mão a abertura para evitar que o esperma vaze da camisinha.

  • tirando a camisinha
  • Dê um nó no meio da camisinha e jogue-a no lixo. Nunca use a camisinha mais de uma vez. Usar a camisinha duas vezes não previne contra doenças e gravidez.

PRESERVATIVO FEMININO



**A seguir, estão alguns cuidados que devem ser adotados tanto com o preservativo masculino quanto com o feminino para prevenção de rupturas e outros agravos:

  • Guarde os preservativos em local seco e fresco.
  • Não carregue os preservativos permanentemente na carteira ou no bolso da calça.
  • Os preservativos já vêm lubrificados e devem ser utilizados uma única vez.
  • Não use lubrificantes oleosos, como vaselina ou manteiga. Use somente os à base de água.
  • Nunca use duas camisinhas ao mesmo tempo (sejam duas masculinas, duas femininas ou uma de cada tipo).  Isso eleva o risco de rompimento.
  • Não deixe ar e/ou ausência de espaço para recolher o esperma na extremidade do preservativo.
  • Use preservativos de tamanho adequado em relação ao pênis;
  • Segurar a base do preservativo antes de retirá-lo da vagina;
  • Verifique o prazo de validade e a presença do carimbo do Inmetro, que indica que o preservativo cumpre as normas definidas pelo órgão.
  • Antes de usar, verifique se a embalagem não está furada.
  • Em caso de alergia, interrompa o uso e procurar orientação médica.

O uso regular do preservativo pode levar ao aperfeiçoamento na técnica de utilização, reduzindo a freqüência de ruptura e escape e, conseqüentemente, aumentando sua  eficácia.

O preservativo feminino, ou camisinha feminina, é um tubo de poliuretano com uma extremidade fechada e a outra aberta, acoplado a dois anéis flexíveis também de poliuretano. Um dos anéis deve ser introduzido na vagina até cobrir o colo uterino, enquanto a extremidade aberta fica para fora do corpo, permitindo a penetração. Assim, forma-se uma barreira física entre o pênis e a vagina, servindo de receptáculo ao esperma e impedindo seu contato com a vagina. Da mesma forma que o preservativo masculino, também impede que os micro-organismos da vagina entrem em contato com o pênis e vice-versa. Para a segurança do método, é necessário que ele seja utilizado em todas as relações sexuais e que se sigam as orientações corretamente.

A seguir, estão alguns cuidados que devem ser adotados tanto com o preservativo masculino quanto com o feminino:
 

  • Guarde os preservativos em local seco e fresco.
  • Não carregue os preservativos permanentemente na carteira ou no bolso da calça.
  • Os preservativos já vêm lubrificados e devem ser utilizados uma única vez.
  • Não use lubrificantes oleosos, como vaselina ou manteiga. Use somente aqueles à base de água.
  • Nunca use duas camisinhas ao mesmo tempo (sejam duas masculinas, duas femininas ou uma de cada tipo).  Isso eleva o risco de rompimento.
  • Verifique o prazo de validade e a presença do carimbo do Inmetro, que indica que o preservativo cumpre as normas definidas pelo órgão.
  • Antes de usar, verifique se a embalagem não está furada.
  • Em caso de alergia, interrompa o uso e procurar orientação médica.
  •  

    DIAFRAGMA

    diafragma
    De uso feminino, o diafragma é um anel flexível, coberto no centro com uma fina membrana em forma de cúpula feita de látex ou silicone. Deve ser colocado na vagina cobrindo sua parte superior e o colo uterino, antes da relação. Esta barreira impede a penetração dos espermatozoides no útero e trompas.
    Existem diferentes tamanhos de diafragma e o ideal para cada mulher é determinado pelo médico, após medição em consultório. Ele deve ser deixado dentro do organismo por seis a doze após a relação, conforme indicação médica.
    Para maior eficácia do método, antes da introdução é recomendável aplicar um creme espermicida na parte côncava do diafragma, seguindo sempre as orientações médicas.
     

    ESPERMICIDAS

    São substâncias químicas que recobrem a vagina e o colo do útero, imobilizando ou destruindo os espermatozoides e, assim, evitando sua penetração no canal cervical. Os espermicidas podem ser encontrados em várias formas, como cremes, geleias, supositórios, tabletes e espumas. Sua eficácia é maior se usada em conjunto com outro método de barreira, como o diafragma.

COMPARTILHAR

TAGS:

Texto:

Design:

Fonte:

Cadastre-se para receber novidades e notícias

O plano certo que você precisa? A Unimed-BH tem.

Conheça as opções e simule agora mesmo.

Contratação com CPF
Para você & sua família

ou simule aqui

Contratação com CPF
Para quem é MEI
você e mais uma pessoa

ou simule aqui

Contratação com CNPJ
Para sua Empresa
de 02 a 29 pessoas

ou simule aqui

Contratação com CNPJ
Para sua Empresa
mais de 29 pessoas

faça uma cotação

Quer tirar dúvidas ou agendar a visita de um consultor de vendas?