Saúde para você > PROMOÇÃO DA SAÚDE > Assistência Farmacéutica

Saúde para Você

Inicie seu movimento para uma vida equilibrada

Cuidados com os Medicamentos

ORIENTAÇÕES BÁSICAS QUANTO AO USO CORRETO E CUIDADOS COM MEDICAMENTO

30 Oct

Medicamentos são produtos usados para diagnosticar, prevenir e curar doenças, ou aliviar seus sintomas. O uso de medicamentos de forma indiscriminada, no entanto, é prejudicial à saúde. Hábitos como a automedicação e a utilização de fármacos sem prescrição, podem causar eventos indesejáveis à saúde.  

  

Entenda porque é fundamental, antes de tudo, seguir a orientação médica e farmacêutica e os devidos cuidados quanto ao uso e conservação dos produtos. 

 

Uso correto e cuidados com medicamentos 

 

Medicamentos são componentes estratégicos fundamentais na terapêutica e manutenção de melhores condições de vida dos pacientes. Mas é importante ter em mente que o sucesso de qualquer tratamento depende da qualidade da orientação fornecida ao usuário sobre o uso correto do medicamento. 

 

Por este motivo, estas informações foram elaboradas com o objetivo de orientar os pacientes quanto a esses cuidados. 

 

Orientações gerais para medicamentos 

 

Cada medicamento possui especificidades que devem ser seguidas para o sucesso do tratamento. Entretanto, existem algumas orientações relativas aos cuidados gerais com medicamentos, que valem para todas as categorias e tipos de tratamento. Saiba quais são: 

 

  1. 1. Nunca dê seu medicamento para outra pessoa 

 

Seu medicamento foi receitado para o seu problema ou condição específica e pode não ser o tratamento correto para outras pessoas. Apenas um médico poderá definir o tratamento correto para cada paciente. 

 

Da mesma forma, não aceite indicações de medicamentos por amigos ou familiares, e não utilize nenhum medicamento sem orientação médica. Leia sempre a bula antes de usar um medicamento, fique alerta ao prazo de validade e a quaisquer instruções de uso. 

 

  1. 2. Siga as orientações da receita 

 

O medicamento deve ser tomado conforme prescrito pelo seu médico, na hora correta e durante o período de tempo indicado para o tratamento. Não fique com dúvidas: peça ao médico que explique bem os horários e as doses a serem tomadas. 

 

  1. 3. Fique atento ao efeito dos medicamentos 

 

Se você suspeitar que o seu medicamento não está causando o efeito esperado, informe ao seu médico. A ação de muitos medicamentos pode ser alterada por outros medicamentos, alimentos ou por bebidas alcoólicas. Siga corretamente as orientações do seu médico ou peça ajuda ao farmacêutico para evitar problemas. 

 

  1. 4. Tire todas as suas dúvidas 

  2.  

Caso deseje saber mais informações sobre seus medicamentos, consulte seu médico ou farmacêutico, e não sinta vergonha de fazer perguntas sobre qualquer medicamento que você está utilizando. 

 

Uma dica pode ajudar: para ajudá-lo a lembrar, escreva todas as dúvidas e leve para a sua próxima visita ao médico ou ao farmacêutico. 

 

  1. 5. Mantenha seu médico informado 

  2.  

Antes de qualquer tipo de exame, cirurgia ou tratamento de emergência, informe seu médico sobre qualquer medicamento que você esteja utilizando.

 

  1. 6. Não interrompa o seu tratamento 

  2.  

Se você faz uso de medicamentos continuamente, não espere acabar para adquirir outro. Fique atento para garantir uma nova caixa ou dose com antecedência. 

 

 

Cuidados com medicamentos de uso oral 

 

Medicamentos de uso oral são produzidos em formas de apresentação diferentes, como: comprimidos, drágeas, cápsulas, suspensão e líquidos. É importante seguir os cuidados específicos para o seu tratamento, afinal, eles são determinantes para sua eficácia. 

 

Ingestão 

 

Na maioria das vezes é indicado que medicamentos de uso oral sejam ingeridos com um copo cheio de água. Contudo, em alguns casos há indicação de ingestão juntamente com alimentos, enquanto outros devem ser ingeridos com o estômago vazio para não influenciar na absorção. Por isso, siga as orientações do seu médico ou farmacêutico para o seu caso específico. 

 

Manuseio 

 

Você não deve esmagar, mastigar ou quebrar comprimidos, drágeas ou cápsulas. Os medicamentos foram desenvolvidos para ter efeito na sua forma farmacêutica original, portanto, não devem ser modificados, a menos que você tenha sido especificamente orientado a proceder desta forma. 

 

Se você tem dificuldade na ingestão da forma que foi prescrita, verifique com seu médico a possibilidade de substituí-la por uma forma de apresentação que você possa ingerir mais facilmente. 

 

Dosagem 

 

Se você estiver utilizando medicamentos na forma líquida, você deve medir corretamente cada dose usando o recipiente dosador específico contido na embalagem ou outro dosador que meça corretamente. 

 

Cuidados com antineoplásicos orais 

 

Neoplásicos orais são medicamentos utilizados no tratamento do câncer. O uso de quimioterapia oral representa o emprego de medicamentos na forma de comprimidos ou cápsulas para diminuir ou destruir as células tumorais. Apesar de ser administrada via oral, é uma forma de tratamento sistêmico, ou seja, que atua em todo o corpo. 

 

Mesmo recebendo o tratamento quimioterápico oral em casa, é importante continuar  a ter consultas regulares com seu médico, para que este possa acompanhar a evolução do seu  tratamento. 

 

Conheça algumas orientações para utilização e manuseio dessa categoria de medicamentos em casa: 

 

Administração 

Siga as instruções dadas pelo seu médico respeitando sempre os horários, doses e como utilizar — com ou sem alimentos, devido a potenciais interações com alimentos ou com outros medicamentos. 

 

Se você se esquecer de tomar uma dose, verifique na bula do medicamento a orientação ou consulte o seu médico ou farmacêutico a respeito de como proceder para retomar o tratamento. 

 

Conservação e armazenamento 

É importante conservar os medicamentos conforme recomendado na bula, manter o medicamento em sua embalagem original, em local seguro, longe de outros medicamentos de uso familiar, além de manter fora do alcance de crianças ou animais de estimação.  

 

Para medicamentos que necessitam de refrigeração, mantenha a temperatura entre 2 a 8°C. Não armazene na porta da geladeira ou próximo do congelador. 

 

Duração do tratamento 

A duração do tratamento é planejada de acordo com o tipo de doença e varia de paciente para paciente. O médico manterá você informado sobre os ciclos que deverão ser realizados e o tempo do seu tratamento, e é importante seguir essas orientações corretamente. 

 

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu farmacêutico ou médico. Lembre-se que o medicamento só fará efeito se administrado no tempo e dose prescritos e, em caso de interrupção, os sintomas podem piorar e causar riscos graves. 

 

Interações medicamentosas 

Informe ao farmacêutico ou médico, todos os medicamentos que você faz uso. Nunca use medicamentos que não tenham sido prescritos pelo seu médico, pois eles podem interagir com o quimioterápico que está utilizando e causar danos. 

 

Efeitos colaterais da quimioterapia oral 

A quimioterapia pode desencadear alguns efeitos colaterais, que irão variar de um paciente para o outro, dependendo do quadro geral e do estágio da doença. Alguns antineoplásicos orais podem provocar os seguintes sintomas: 

 

  • Náuseas. 

  • Vômitos. 

  • Diarreia. 

  • Perda de cabelo. 

  • Aftas. 

  • Alterações na pele 

  • Diminuição das taxas sanguíneas e outros. 

 

 

Os efeitos colaterais podem variar caso esteja utilizando o quimioterápico associado a outros medicamentos. A maior parte dos efeitos colaterais são manejáveis, ou seja, os profissionais de saúde conseguem fazer intervenção para minimizá-los, seja alterando a forma de tomar, a dose, a frequência ou o horário, ajustando alimentação ou, se for preciso, realizando a troca do medicamento. 

 

Converse com seu médico ou farmacêutico sobre quais efeitos colaterais são mais comuns para o tipo de medicamento quimioterápico que você irá iniciar, qual a duração média desses efeitos e como você pode gerenciá-los. 

 

É importante entender que, apesar da quimioterapia ter efeitos colaterais previsíveis, as reações são individuais, variando em intensidade de paciente para paciente. Algumas pessoas não apresentam qualquer sintoma significativo provocado pelo tratamento, e não alteram em nada o seu estilo de vida. Além disso, existem medicamentos contra náuseas, alergias etc., que, somados a um maior conhecimento a respeito dos agentes quimioterápicos, diminuíram bastante os efeitos adversos esperados. 

 

Antes de iniciar a quimioterapia oral, discuta quaisquer preocupações ou dúvidas que você tenha com o seu farmacêutico ou médico. Obtenha respostas a todos seus questionamentos e não leve dúvidas para casa. 

 

Efeitos adversos de medicamentos 

 

Além dos efeitos esperados, os medicamentos podem causar alguns efeitos não desejados — conhecidos como efeitos colaterais. Eles podem variar em frequência, intensidade e de pessoa para pessoa, conforme o medicamento utilizado. Por isso, no ato da prescrição, é importante que você consulte seu médico a respeito dos efeitos relacionados ao medicamento utilizado e que podem acontecer durante o seu tratamento. 

 

Não se esqueça: sempre sinalize ao seu farmacêutico e/ou médico sobre alergias pré-existentes a qualquer medicamento. O mesmo deve ser feito se durante ou após o uso de um medicamento, surgirem manifestações alérgicas ou outras reações. 

 

 

Acondicionamento adequado de medicamentos: dicas de cuidados e segurança  

 

Guardar o seu medicamento adequadamente é fundamental, caso contrário, ele pode “estragar” mesmo durante o prazo de validade. Atente-se às dicas: 

 

  • A maioria dos medicamentos são sensíveis à luz. Portanto, conserve-os sempre na sua embalagem original, que foi extensivamente testada para proteção do produto, além de conter informações úteis para sua utilização. 

 

  • Limpeza é essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas, mofo, etc. 

 

  • Não guarde cápsulas ou comprimidos no banheiro, próximos da pia da cozinha ou em outros locais úmidos. O calor e a umidade podem diminuir a eficácia dos medicamentos. 

 

  • Não congele os medicamentos líquidos. 

 

  • Não deixe seus medicamentos no carro por um longo período de tempo. Guardá-los em ambiente fechado ou exposto ao calor do sol pode alterar suas propriedades.  

 

  • Tenha cuidado redobrado com medicamentos que necessitam estar constantemente em refrigeração. 

 

  • Não guarde medicamentos que você não esteja mais utilizando ou que estejam fora do prazo de validade.  

 

  • Não se esqueça: todos os medicamentos devem ser guardados fora do alcance das crianças. 

 

Perigos da “farmacinha em casa”  

 

Este hábito tão comum pode esconder riscos à saúde que vão desde os perigos da automedicação, até o agravamento da doença. Fora que podem estar vencidos e serem ingeridos de maneira exagerada ou errada. 

 

Além disso, a forma de armazenamento das medicações pode não garantir a integridade dos produtos. Manter um estoque de medicamentos em casa, sem necessidade do uso, pode acarretar implicações à saúde. 

 

 

 

 

Atualizado em: 01/11/2021

 

 

COMPARTILHAR

TAGS:

Texto:

Design:

Fonte:

Cadastre-se para receber novidades e notícias